Antes de morrer... Vou falar...

Comentários
Uma história real...

A história que eu quero te contar, ocorreu em um 
restaurante que eu trabalhava na madrugada, em
Miami, que tem o nome em inglês de fábrica de
bolo de queijo...

...o fato é que durante a madrugada apareceram
alguns policiais com uma foto de um fugitivo da
polícia, um bandido bem perigoso...e não é que
este dito cujo bandido era idêntico a mim!!!

Os policiais ficaram todos ao meu redor, dizendo
um monte de coisas em inglês que eu não
entendia, e para piorar, quando perguntaram o
meu nome para um colega que trabalhava e morava
comigo, ele ficou tão nervoso com a situação, que
deu um branco total e esqueceu o meu nome.

Eles pediram os meus documentos, e pasmem...
nada poderia ficar pior...meus documentos
tinham ficado no apartamento que morávamos
todos juntos...

Foi quando um deles começou a falar em espanhol,
eu pude entender um pouco do que ele falava, e
passei a arranhar um portunhol, de modo que ele
também passou a me entender um pouco...

Então me joguei no chão de joelhos, implorei
em nome de Jesus que eles não me levassem
preso, pois eu não era a pessoa da foto e que
meu patrão já tinha ido buscar meu documento
(um passaporte brasileiro com carimbo da
imigração do México, ou seja, se não fosse
para a cadeia iria para a imigração).

E Deus fez um grande Milagre...eles foram todos
embora, e nem esperaram meu patrão voltar
com meus documentos.

E sabe qual foi o resultado de tudo isso?

Quando eu estava no avião voltando para o
Brasil alguns meses depois, eu disse para
mim mesmo:

"NÃO VOU MORRER ANTES DE APRENDER A
FALAR ESTA LÍNGUA DELES!"

E assim eu fiz...estudei inglês por 18 meses
e passei a ter fluência em inglês, o que tem
me ajudado e aberto muitas portas, seja no
trabalho ou na vida mesmo.

Dependendo da vontade, eu sei que é possível
conseguir fluência em inglês em 18, 12, 6 

ou até em 2 meses...

A forma mais eficaz de conseguir o que
você deseja, é ajudar o máximo possível de pessoas
a conseguir o que elas desejam...

Toda ajuda é sempre bem-vinda!