Conheça as Letras de Crédito Imobiliário

Comentários

Para gerar Renda Passiva, além da caderneta de poupança, CDB, fundos referenciados DI, LFTs, LTNs, NTN-Bs, debêntures e fundos de renda fixa existe a LCI ou Letra de Crédito Imobiliário como uma aplicação de Renda Fixa.


Atualmente o Brasil vive uma queda nas taxas de juros e isso leva investidores à procura de melhores alternativas de Renda Fixa. Isso acaba beneficiando o mercado de crédito imobiliário.

Produtos com LCI são criados para contribuir com o crédito imobiliário. As instituições financeiras usam parte de suas carteiras de crédito imobiliário como lastro para essa aplicação financeiro que pode ser oferecida a seus clientes (pessoa física). Tais recursos se destinam a financiar quem deseja comprar uma casa, apartamento ou outro tipo imóvel habitacional.

O investimento em LCI é a aplicação mais procurada no momento por pessoas físicas, pois oferece uma rentabilidade superior a outros investimentos devido a essa característica.

O que é LCI ou  Letra de Crédito Imobiliário?

Qual a origem das LCI?


As LCI foram criadas pela MP 2.223, de 04/09/01, convertida na Lei 10.931, de 02/08/04, como instrumento financeiro para captação de recursos para os financiamentos imobiliários. É um investimento enquadrado na categoria de  “papéis de renda fixa”, ou seja, conservador.

O Brasil precisa construir mais habitações... Ao emitir essas Letras de Crédito para financiar essas habitações, os Bancos, a Caixa Econômica e as Casas Hipotecárias precisam lastrear seus empréstimos por "créditos imobiliários garantidos por hipoteca ou por alienação fiduciária de coisa imóvel, conferindo aos seus tomadores direito de crédito pelo valor nominal, juros e, se for o caso, atualização monetária nelas estipulados".


As Letras de Crédito imobiliário - LCI´s são investimentos de renda fixa, vinculados ao setor imobiliário.
Obs.: a poupança é o grande instrumento de financiamento habitacional no Brasil.

 Na escolha pelo retorno no pós-fixado, a rentabilidade é um percentual do CDI (Certificados de Depósitos Interbancários), enquanto no pré-fixado o investidor sabe exatamente quanto a aplicação irá render.

As vantagens de se investir em LCI


Facilidade de Investimento


Hoje em dia é muito fácil aplicar em LCI, pois a contratação pode ser feita na sua agência de relacionamento, nos caixas eletrônicos e na internet.


Isenção de Imposto de Renda e IOF


Para pessoas físicas: neste tipo de investimento, assim como nos Fundos Imobiliários, não incide imposto de renda. A LCI tem vantagens em relação a Poupança (apesar de não ter imposto é de baixa rentabilidade) e ao CDB (devido incidência de imposto de renda).

Para pessoas jurídicas: existe a tributação semelhante a outras aplicações de renda fixa. 

Começa com alíquotas de 22,5% para vencimento de 180 e de 15% para prazos maiores que 720 dias. Veja abaixo.







PrazoLCI (% do CDI)Alíquota IREquivalência com CDB-DI
Até 180 dias83,50%22,50%107,74%
De 181 até 360 dias83,50%20,00%104,38%
De 361 até 720 dias83,50%17,50%101,21%
acima de 720 dias83,50%15,00%98,24%
fonte: http://dinheiroqrende.blogspot.com.br/2010/08/lci-letras-de-credito-imobiliario-cdb.html



Liquidez após o 61º dia da aplicação


Existem valores de Aplicação mínima, mas o Resgate pode ser feito no primeiro dia útil após a carência de 60 dias da aplicação.

Segurança

São garantidas pelo FGC (Fundo Garantidor do Crédito) até a quantia de R$ 250.000 (por instituição e por CPF).

É importante também atentar para a qualidade do lastro, bem como na idoneidade e credibilidade da instituição financeira que está negociando o produto, para não ter a surpresa desagradável de aplicar um valor significativo, e “ficar a ver navios”, ou seja, o valor do investimento não retornar à sua conta.

Transferência de Titularidade de LCI

Existe a possibilidade de transferência de titularidade da LCI CAIXA (por exemplo), desde que apresentado o Termo de Cessão de Direitos, com o devido registro em cartório de títulos e documentos. 

Na transferência de titularidade, o cessionário poderá ter conta investimento em outra agência que não a do cedente, em que está vinculada a aplicação.

 A forma de rentabilidade da LCI 

É um percentual do CDI, por exemplo 90% do CDI. A LCI se torna mais interessante que um CDB devido sua isenção de imposto de renda.


Valores Mínimos para aplicação em LCI


Existem bancos (Banco do Brasil) que estão reduzindo esses valores para R$ 1.000,00 o que torna extremamente interessante e acessível ao pequeno investidor.

É necessário ter uma conta em um banco onde são elas negociadas ou numa corretora de valores. Em alguns bancos existe a grande desvantagem deste tipo de investimento, os valores mínimos de aplicação.

Por exemplo alguns bancos exigem R$ 20.000,00, R$ 30.000,00, R$ 50.000,00 ou até mais. Depende da quantidade minima negociada que varia de LCI para LCI.

Prazo de Vencimento da  LCI 


O prazo de vencimento da LCI varia, mas encontramos no mercado prazos de 2,3,4 meses até prazos mais longos como 2 anos.


Para quem é indicado a aplicação em LCI

É um produto de baixo risco e renda fixa. Indica-se geralmente para a carteira de investimento mais conservador. Pessoas com perfil muito próximos dos que utilizam a caderneta de poupança.  Só é preciso ter o cuidado de possuir o valor mínimo.

Apesar de seu baixo risco, a LCI não é recomendada para formação do colchão de segurança financeiro, dada sua restrição de liquidez.

Creio que então as desvantagens são liquidez não tão alta (os prazos para resgate) e os valores mínimos para investir (isso depende muito da instituição financeira).

Então basicamente LCI é um:

  • Produto de renda fixa de baixo risco;
  • Emissão exclusiva de instituições financeiras autorizadas pelo Banco Central, com carteira de crédito imobiliário;
  • Garantia do emissor e FGC – Fundo Garantidor de Crédito;
  • Isenção do imposto de renda para pessoa física;
  • Rentabilidade atrativa maior que a poupança e outros investimentos parecidos;
  • Prazos entre 2 e 24 meses;
  • Remunerado pelo CDI;
  • Aplicação mínima de acordo com a instituição;
  • Não é necessário ser correntista do banco emissor.

Observações:
As informações aqui apresentadas não caracterizam recomendações de investimento;
– As decisões de investimento são de responsabilidade total e irrestrita do leitor. O site não pode ser responsabilizado por prejuízos oriundos de decisões tomadas com base nas informações aqui apresentadas.