O Monge e o Executivo: uma história sobre a essência da liderança

Comentários

Este é um dos Livros que pessoalmente recomendo que todos o leiam e ponham em prática suas ideias. É destinado àqueles que queiram se desenvolver como líderes e pessoas de grandes realizações com caráter íntegro.
"A ESCOLHA FOI MINHA. Ninguém mais é responsável por minha partida."
Assim, começa a história de John Daily, um executivo bem sucedido, técnico voluntário de um time de beisebol, casado e pai de dois filhos. Um "chefe" de uma fábrica de vidro plano que deixou tudo e foi passar uma semana num mosteiro ao norte de Michigan. Sua vida pessoal e profissional passava por uma crise.

Liderança
Adquira aqui o Livro
Ao longo de uma semana John aprende com Simeão (que na verdade é Len Hoffman, um ex-executivo, um dos frades do local responsável pelo retiro espiritual) e seus companheiros o que seria a essência da liderança. 

















SOBRE OS PARTICIPANTES DO RETIRO


Acho importante observar bem o posicionamento de cada um dos seis participantes, pois possuem características bem diferentes e funções distintas perante a sociedade. Todos desempenham  atividades de liderança, mas por possuírem visões distintas nos permite se colocar em alguns papéis ou situações que podemos vivenciar.

  1. O pregador - Lee;
  2. O jovem sargento do Exército - Greg;
  3. A diretora de uma escola pública - Teresa;
  4. A treinadora de um time de basquete - Chris;
  5. A enfermeira chefe - Kim;
  6. E o próprio John Daily (Gerente - geral de uma empresa renomada).

O ponto de partida:

A liderança pode ser uma capacidade adquirida com a prática. Qualquer um pode tornar-se um líder, basta ter as ferramentas certas e muita determinação para tal.

O líder tem a seguinte pergunta sobre influência a responder: Como fazer com que as pessoas façam uma tarefa?

É a partir dessa ideia que surge o conceito:


"Liderança: é a habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente visando atingir aos objetivos identificados como sendo para o bem comum" (O monge e o executivo)


A ideia é que não se gerencia pessoas, mas elas são lideradas. E um líder pode usar seu PODER ou sua AUTORIDADE para realizar o trabalho a que são destinados.


Esse é o debate inicial que trata sobre a diferença entre Poder e Autoridade, e o conceito de Liderança.

  • Um líder com poder faz usa a coação e a pressão para que as pessoas realizem o trabalho. 
  • Já o líder com autoridade influencia às pessoas para realizarem a tarefa de boa vontade simplesmente porque pediu.

PODER: É a faculdade de forçar ou coagir alguém a fazer sua vontade, por causa de sua posição ou força, mesmo que a pessoa preferisse não o fazer.
e

AUTORIDADE: A habilidade de levar as pessoas a fazerem de boa vontade o que você quer por causa de sua influência pessoal. 

É por isso que liderar é uma questão de relacionamento entre as pessoas. Portanto é preciso ter um comportamento que permita uma convivência harmônica para conquistar a confiança das pessoas lideradas. É preciso entender como tratar o outro para conquistar seu compromisso na realização da tarefa.

"Confiança é a cola que une relacionamentos"

Pense num bom líder próximo de você... Quais seriam suas principais características?
Honestidade?
Dar bons exemplos?
Cuidado com as pessoas?
Compromisso com valores éticos e saudáveis?
Bom ouvinte?
Gostar das pessoas?

As funções de liderança incluem todas as atividades de influencia de pessoas. tudo que gera a Motivação necessária para pôr em prática o propósito definido pela estratégia e estruturado nas funções executivas.

Boas características de um Líder:

  • Paciência - Autocontrole; 
  • Gentileza ou Bondade - Dar a atenção, a apreciação e o encorajamento que as pessoas precisam ou necessitam para se motivarem; 
  • Saber ouvir - Ouvir é umas das habilidades mais importantes que um líder pode ter
  • Humildade - Ser autêntico, despretensioso e não arrogante com seu cargo, conhecimento ou situação que vive; 
  • Respeito - Tratar os outros com a devida importância, todos são importantes de uma forma ou de outra; 
  • Altruísmo ou Abnegação - Ir ao encontro das necessidades alheias, satisfazendo suas necessidades; 
  • Perdoar - Saber desistir de ressentimentos quando prejudicado; 
  • Honestidade - Estar livre da frustração e engano; 
  • Comprometimento - Realizar suas escolhas, sustentá-las e saber receber as consequências; 
  • Serviço e Sacrifício - Deixar de lado seus próprios desejos e buscar maior benefício para os outros

NOVOS PARADIGMAS DE RELACIONAMENTO DE LIDERANÇA


Durante suas orientações e discussões, John aprende sobre PARADIGMA -  que significa modelo, padrão, do grego παράδειγμα, derivado de παραδείκνυμι «paradeigma = mostrar, apresentar, confrontar»). É a representação de um padrão a ser seguido por todos e que acaba não sendo questionado enquanto está resolvendo os problemas habituais.

São apresentadas as pirâmides que representam o Velho e o Novo Paradigma de relacionamento nas Empresas:

Velhor Paradigma - o estilo piramidal da administração onde o gerente é topo da pirâmide e o cliente é a base.



Novo Paradigma - onde o cliente muda de posição e passa a ser o topo da pirâmide, sendo o líder aquele que serve e se doa, e não apenas, aquele que ordena ou o único a receber as glórias e os benefícios.


A grande diferença é que o paradigma de liderança ultrapassado priorizou o Presidente/Chefe/General e por último os empregados, os que ficam no front de batalha contra os "inimigos - clientes".

A consequência é que os funcionários só se empenhariam para manter a felicidade do chefe no topo da pirâmide, não se sabe quem irá se preocupar em manter o cliente feliz.

O novo paradigma prima pelos clientes e, na base, agora fica o presidente. O foco principal agora é servir o cliente, de tal modo que empregados, gerentes, supervisores, diretores, vice e presidente devem garantir as verdadeiras necessidades do cliente. Afinal são estes que são a razão de uma empresa ou negócio existir.

As mudanças são indispensáveis no mundo moderno, mais indispensáveis ainda para o líder. Mudar realmente não é fácil, mas devemos nos conscientizar de que ela é fundamental para um resultado significativo e uma liderança competente e com sucesso.

Nos últimos tempos, o que mais mudou foi a organização das empresas, onde o presidente não é mais o topo da pirâmide. Hoje, o presidente é a base da empresa.


SERVIÇO E AMOR AO OUTRO

Um dos grandes ensinamentos que John aprende é que é preciso servir e se sacrificar, para realizar a nova forma de Liderança.

Tudo isso é possível com amor/ágape. Não é o amor no sentido romântico (eros ou filia) ao qual estamos acostumados a assistir no cinema. Mas é o amor que engloba todos os mandamentos do amor ágape ensinado por Jesus de Nazaré, o maior líder que já existiu.

O amor ágape são sentimentos positivos que oferecemos às pessoas e que as fazem sentir-se bem. Viverem melhor. Assim as estimulamos, fazemo-as se sentirem incentivadas, apreciadas e amadas.

Os princípios da liderança baseada no amor fundamentam essa nova forma de liderança que permite às pessoas o ambiente oportuno para o seu crescimento como pessoa e como profissional.

Este livro é essencial para quem pensa numa maneira de melhorar sua relação com as pessoas que lidera.


CONHEÇA MAIS O LIVRO