PNL e Renda Passiva: Como você pode se programar para a Liberdade Financeira

Comentários
A Programação Neurolinguística (PNL) é um método de ensino sobre a forma de processamento de nosso cérebro, ao ponto de influenciarmos comportamentos do cérebro, através da linguagem e de outros processos de comunicação. 

Muitas pessoas não sabem do que se trata a Programação Neurolinguística, ninguém melhor do que o próprio criador para esclarecer essa dúvida. Nesta entrevista, Dr. Richard Bandler explica o que é PNL e fala sobre estratégias de aprendizado de pessoas de sucesso, como: vendedores, hipnólogos, atletas e outros.

Esta entrevista rápida mostra em poucas palavras o que é a PNL, ou Programação Neurolinguista faz e mostra um exemplo da modelagem que essa tecnologia fez para crianças que queriam soletrar melhor.

XXXXXXXX


ORIGEM PNL 

No início dos anos 70, o futuro cofundador da PNL, Richard Bandler, estudava matemática na Universidade da Califórnia, em Santa Cruz. No princípio, ele passava a maior parte do seu tempo estudando computação.



Inspirado por um amigo de família que conhecia vários dos terapeutas inovadores da época, ele resolveu cursar psicologia. Após estudar cuidadosamente alguns desses famosos terapeutas, Richard descobriu que, repetindo totalmente os padrões pessoais de comportamento deles, poderia conseguir resultados positivos similares com outras pessoas. Essa descoberta se tornou a base para a abordagem inicial de PNL conhecida como Modelagem da Excelência Humana.


Depois, ele encontrou outro cofundador da PNL, o dr. John Grinder, professor adjunto de linguística. A carreira de John Grinder era tão singular quanto a de Richard. Sua capacidade para aprender línguas rapidamente, adquirir sotaques e assimilar comportamentos tinha sido aprimorada na Força Especial do Exército Americano na Europa nos anos 60 e depois quando membro dos serviços de inteligência em operação na Europa. O interesse de John pela psicologia alinhava-se com o objetivo básico da linguística - revelar a gramática oculta de pensamento e ação.

O MÉTODO PNL


Este método permite que o cérebro responda de forma eficaz aos estímulos e manifeste melhores e novos comportamentos. Podemos chamar de “o manual de instruções do cérebro”, que nos guia a melhorar nossa percepção e ação, além de nossa comunicação para atingir mais e melhores resultados.

A PNL possui uma variada gama de ferramentas para o desenvolvimento de sua mente e de seu corpo. Quando você sabe como sua mente funciona, você consegue modificá-la para ter melhores resultados. Isso lhe permite também mudar comportamentos, lidar melhor consigo mesmo e com os outros. Sabendo qual a estrutura por detrás de sua mente, você começa a comandá-la, lidando facilmente com situações indesejadas, transformando-a, você passa a ter flexibilidade de pensamento, o que torna possível obter mais sucesso em qualquer área de sua vida.

O melhor modo de influenciar os outros é ser o exemplo. Com a ajuda dessa ferramenta, ensinando a reeducar a sua mente, tudo se torna possível.


APRENDER E PNL

A programação neurolinguística encara o aprendizado de duas formas:
  • o aprendizado pela cópia - a chamada modelagem
  • o aprendizado pela inovação - a chamada ressignificação e reestruturação/reframing.

MODELAGEM


indivíduo faz uma conexão com uma pessoa (que é chamada de "modelo") ou uma descrição de pessoa, dotada de uma habilidade, comportamento ou estratégia de sucesso.

Esta conexão é chamada de "link neurológico" e, em essência, é um estado de focalização mental desencadeado pela atenção, interesse, motivação, envolvimento total. Neste estado é descrito que o indivíduo está "neurologicamente aberto ao aprendizado". É um estado chamado "pleno de recursos".
RESSIGNIFICAÇÃO E REESTRUTURAÇÃO/REFRAMING


A pessoa faz uma síntese criativa e, utilizando descrições inusitadas advindas de outras áreas do conhecimento, refaz a percepção, modificando os filtros de percepção, as crenças e valores provenientes desta percepção. 

Um dos mecanismos que usa são as analogias e metáforas e o objetivo é que o significado da experiência seja modificado (ressignificação) ou a estrutura ambiental ou contextual da experiência seja refeita ou, pelo menos, percebida de forma diferente (reestruturação, reposicionamento ou reframing).