O que gera a qualidade de nossas vidas financeiras?

Comentários

SUCESSO OU FRACASSO FINANCEIRO ESTÁ NA SUA CRENÇA


Já sabemos hoje em dia que a nossa vida financeira nos que diz respeito à qualidade que desejamos pouco ou nada tem a ver com as informações e o conhecimento em finanças ou investimentos. Veja o caso de analfabetos que se tornaram milionários no Brasil. Ou de pessoas que nem terminaram o Ensino Médio e se tornaram grandes investidores nas bolsas de valores.

Na verdade, nosso sucesso (ou fracasso) é gerado por nossas crenças, nossos valores, nossas atitudes nos quais fomos programados mentalmente. O que pensamos sobre dinheiro, prosperidade, autoaceitação, amor-próprio, ser amado são tão determinantes em nossa vida que saber sobre o que acreditamos é crucial para nos equilibrarmos financeiramente e atingirmos a liberdade financeira.

O QUE SÃO CRENÇAS (FINANCEIRAS)?


As crenças são o aprendizado que durante toda a nossa vida tivemos e que determinam nossas verdades, comportamentos, atitudes, resultados, conquistas e qualidade de vida.

Pergunte-se (e seja sincero nas respostas): 

1. Eu que eu acho das pessoas ricas? 2. O que eu acho da riqueza?

O que você pensa sobre essas respostas estão registradas nos neurônios em forma de sinapses que foram formadas a partir de suas experiências ao longo da sua vida, porém, principalmente na infância. Os impactos emocionais que tivemos durante nosso crescimento e amadurecimento (vimos, ouvimos e acreditamos) nos direcionam consciente ou inconscientemente durante nossa jornada aqui na Terra.

Os comandos (programações neuronais) sobre ganhar ou perder dinheiro estão agindo em nós queiramos ou não. Já percebeu que a maioria das pessoas que ganharam na Loteria voltam a ser pobres após 5 anos?

São esses comandos ou crenças que determinam se vamos enriquecer ou empobrecer, se vamos poupar ou não, se vamos investir e multiplicar nossos rendimentos, se vamos gastar com sabedoria ou perdulariamente, se vamos ser ricos ou pobres...

TODA CRENÇA É AUTORREALIZÁVEL

 É preciso saber sobre suas crenças mais profundas, quais gatilhos de riqueza ou pobreza são ativos em você, quais suas verdades sobre sua vida financeira atual e futura.

Quais são suas crenças positivas sobre riqueza? E as negativas?

Pobre permanece pobre porque pensa como pobre. 
Rico se torna rico porque pensa como rico.